segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Rega P9 ... Goldring 2500 ... Heed Questar ... Superstars!

A pedido de inúmeras famílias, aqui estão algumas fotos de melhor qualidade que mostram o meu Rega P9 com a cartridge Goldring 2500 e o pré de phono Heed Questar. A base de isolamento "do it yourself" (mais detalhes aqui) sofreu algumas alterações estéticas, com a aplicação dos painéis frontais que se podem ver nestas fotos, que lhe dão agora um aspecto de produto "quase final", e a sua enorme eficácia mantém-se inalterada.














www.VinylGourmet.com - Discos de Vinil / Edições Audiófilas

16 comentários:

  1. Sim senhor, as bases estão com óptimo aspecto. Só falta o "ribbon accelerometer" para comprovar na teoria os efeitos que ouves na práctica.

    A Questar ficou com um ar patusco com as "patinhas" :)

    ResponderEliminar
  2. Ficou porreirinho com aquelas placas nas "lombadas" dos MDF's :) Não me dei ao trabalho de aplicar o mesmo método nas faces laterais, já complicava a bricolage e ainda ficava pior a "amêndoa do que o cimento"... e na verdade só a zona frontal é que é sempre visível, as outras áreas praticamente não se vêm no dia-a-dia.

    Sobre a eficácia do isolamento, de facto os ouvidos comprovam-na, mas seria interessante ter o hardware/software para fazer um estudo mais rigoroso da "coisa".

    Pronto... tenho de arranjar uma base mais bonita para o Heed... coitado, umas bolas de squash e já lhe chamam patusco hehehehehe

    Um abraço!
    Sérgio

    ResponderEliminar
  3. Boas, isto é um bocado a despropósito mas o disco da demonstração da limpeza parece um bocado empenado. Há alguma maneira de na audição minimizar este tipo de problema? Ponho mais peso na agulha mas não me parece muito saudável... (não sou profissional audiófilo, como se percebe pela pergunta =)

    ResponderEliminar
  4. Boas,

    a pergunta refere-se, suponho, ao post sobre a lavagem de discos de vinil, aqui:

    http://viciaudio.blogspot.com/2010/01/lavar-musica-o-meu-metodo-para-lavar_30.html

    De qualquer forma respondo aqui. Sim o disco que lavei durante a filmagem tem um ligeiro empeno, mas quando aperto o disco no prato da máquina de lavagem de discos (e neste caso apertei talvez mais do que o normal) isso nota-se mais pois a secção central fica pressionada enquanto a zona externa fica "livre" de pressão.

    O nome que se dá a esse efeito do disco empenado é "warp", sendo que um disco com warp exagerado pode prejudicar de forma audível a sua reprodução, e em casos extremos pode mesmo fazer saltar a agulha... mas, na maioria dos casos um warp ligeiro, que não provoque saltos da agulha nem um movimento vertical demasiado abrupto, não produz praticamente nenhum efeito audível e mais vale não se preocupar com isso.

    A agulha/cabeça deve ser afinada para trabalhar com o peso recomendado pelo fabricante, nem mais, nem menos :)

    ResponderEliminar
  5. Já me esquecia... este clamp, bastante leve mas eficaz, pode ajudar em alguns casos, mas não faz milagres:

    http://www.stoneaudio.co.uk/browse.asp?product=148

    Tem um sistema que fixa no "spindle" ao centro e o puxa fazendo com que a orla pressione o disco para baixo... pode usar-se com uma pequena rodela de feltro ou cortiça colocada no centro para fazer uma espécie de efeito de alavanca e obrigar a extremidade do vinil a descer tornando os warps menos pronunciados.

    Como disse, não é milagroso, mas pode ajudar um bocadinho...

    ResponderEliminar
  6. Bem, obrigado pela resposta (realmente era do post das limpezas!), mas imagino que o facto de ter um prato baratinho não ajude (um project -eu disse que não era audiófilo =)

    É aliás bem difícil ter a agulha com o peso certo com este gira-discos (um destes dias vou perder tempo a tentar perceber se a consigo afinar melhor), mas na prática com alguns discos com warp a agulha salta (não pelo ar tipo "surfista"), mas como se houvesse um risco, daí aumentar o peso para conseguir ouvir o inicio do disco =/

    Não conhecia o sistema que indicou (nem sei se é adaptável ao meu prato), mas guardei o link para investigar (claro que, como o problema é normalmente mais na orla do vinil, pouco haverá a fazer...)

    Obrigado,
    ab!

    ResponderEliminar
  7. já agora, e se não me engano, a agulha que tenho é a Ortofon 5E (comprei-a no bazar do vídeo, fui bem atendido, mas olhado com condescendência =)

    ResponderEliminar
  8. bELO GIRA-DISCOS; ESTA NA MINHA LISTA DE COMPRAS...A PROPÓSITO TEM VALIDO A PENA A SUA INCURSSÃO PELO ANALÓGICO

    ResponderEliminar
  9. Foi o melhor "upgrade" que já fiz :) A recompensa sonora e musical tem sido ENORME.
    Sérgio

    ResponderEliminar
  10. Por "upgrade" refiro-me à mudança para fonte analógica como primeira opção para ouvir música, e não ao upgrade do equipamento. :)

    Sérgio

    ResponderEliminar
  11. ok! Eu próprio já ando a algum tempo a esta parte a colecionar lps de qualidade( boa prensagem e boas editoras), daqui a alguns meses também quero investir no rega p9 uma vez que prefiro dispender logo mais dinheiro, e ter qualidade do que me permitir fazer upgrades ao rega p5 e acabar por gastar o mesmo e ficar pior servido. Moro em Coimbra, mas faço questão de me deslocar a lisboa à Audioteam, para o levantar e trocar impressões com o Sr. Jorge; parecem-me uma equipa dedicada ao cliente e não somente às vendas...de qualquer modo parabéns pelo sistema...

    ResponderEliminar
  12. Caro Sérgio, sigo com interesse o seu espaço ainda q não faça comentários...Gostaria que me ajudasse! Encomendei um rega P9 à Audioteam, como de inicio não quero gastar fortunas na célula e andar de fono o que aconcelha?Tenho um Amp. integrado q dá para células mm, mas julgo que iria melhor servido com um pré de fono independente...o Sr Jorge Alves deu-me indicações válidas contudo estimava a sua experiência... Veritás

    ResponderEliminar
  13. Olá, em primeiro lugar parabéns pelo P9, é uma máquina fabulosa :)

    A minha experiência prática com "hardware" analógico, gira-discos, phonos e células, é algo reduzida, infelizmente já comecei tarde esta paixão pelo analógico e fez agora em Abril exactamente 1 ano desde que adquiri o meu primeiro gira-discos, o que é manifestamente pouco para poder dar-lhe opiniões minimamente informadas. Posso dizer-lhe que estou muito satisfeito com o que tenho no meu P9 (Heed Questar e Goldring 2500 MM), material que transitou do meu anterior P3.

    Embora o P9 tenha potencial para trabalhar muito bem com phonos e células muito mais caros, a verdade é que a minha combinação actual está a trabalhar maravilhosamente :)

    O Jorge Alves da Audio Team pode dar uma orientação com base em toda a sua experiência, fica sem dúvida bem servido :) Há opções não muito dispendiosas que vão seguramente trabalhar muito bem com o seu P9, e se mais tarde o desejar pode sempre evoluir para outro tipo de soluções. Diga ao Jorge que eu sugiro uma Goldring 2500 hehehehehe o preço é bom e a performance é fantástica... depois falta um phono MM para acompanhar, e na Audio Team há alguns de preço acessível e bom desempenho. Também há umas células da Dynavector que podem ser boa opção, mas um pouco mais caras penso eu. Uma Ortofon 2M Black MM (creio que não se vende na AT) pode ser uma boa escolha, mas custa quase o dobro de uma Goldring 2500.

    Dependendo do seu amplificador, o pré de phono separado pode ou não ser uma boa opção. Normalmente os phonos separados costumam ser melhores, mas nem sempre. Aí o Jorge seguramente pode ajudar a perceber o que vale a pena fazer.

    Como tudo na vida... tudo isto depende do $$$ que queremos e podemos gastar. Eu gostaria muito de experimentar uma célula MC na casa dos 700/900 euros, e um pré de phono MC nesse patamar... mas por enquanto prefiro gastar o dinheiro em discos. Há tanta coisa boa a sair agora... 2011 então vai ser uma loucura com as edições já planeadas e anunciadas por editoras como a Analogue Productions, Music Matters, Original Recordings Group... etc etc... O dinheiro não dá para tudo :(

    Um abraço!
    Sérgio

    ResponderEliminar
  14. Mais uma vez o meu muito obrigado! De facto assim o é, o dinheiro não dá para tudo...Tb eu tenho adquirido edições da Analogue Productions ORG, etc...realmente são um investimento seguro para quem aprecia áudio de qualidade. O Jorge Alves indicou-me a Dynavector 20XH, a minha dúvida prende-se sobretudo com o andar de phono...já agora pergunto-lhe onde adquiriu o seu? obrigado e um abraço Carlos (Veritás )

    ResponderEliminar
  15. O meu pré de phono (Heed Questar MM) terá de ser comprado no estrangeiro porque a marca (Húngara) não tem representação em Portugal (e devia ter, fazem belos produtos). Há umas lojas inglesas que o vendem com preço razoável:

    http://www.audioelevation.co.uk/CartV3/Details_options.asp?ProductID=196

    http://www.divineaudio.co.uk/hi-fi/amplifiers/pre-amplifiers/heed-audio-questar-mm-phono-stage/prod_428.html

    http://www.audiodestination.co.uk/index.php?main_page=product_info&products_id=180

    http://www.needles-and-spins.co.uk/pd_heed_questar.cfm

    Uma review da What Hi-Fi:

    http://www.whathifi.com/Review/Heed-Audio-Questar-MM/

    Eu comparei este pré-phono com outras opções de "baixo custo", como o Cambridge Audio 640P ou a Rega Phono Mini. Ouvi também uma opção muito interessante, mas bem mais cara: Pure Sound P10 (quase 600 euros, só MM também) que tem uma performance muito boa.

    A minha conclusão foi muito simples. O Heed arrasou com o som estéril e algo estridente do Cambridge, superou com algum conforto o som do Rega (que é um bom pré de phono) acrecentando uma "camada" de informação e presença musical que me agrada, um som ligeiramente mais ceio e de maior escala do que o Rega... e que não fica nada longe, mas mesmo quase nada, da performance excelente do Pure Sound. Este é melhor, mas por muito pouco, custa quase o dobro e ainda introduz uma "variável" no sistema pois é um pré a válvulas e eu não queria "entrar por aí" hehehehe nesta fase do campeonato do meu sistema quero manter as coisas simples e sem complicações. Bom som, sem complicar :)

    Recomendo vivamente o Heed, mas atenção que o Jorge tem na Audio Team outras propostas que são igualmente boas, da Dynavector e da Clearaudio, e se calhar outras, por valores parecidos ou pouco superiores, e que podem ter a flexibilidade de fazerem MM e MC, o que pode ser útil no futuro.

    ResponderEliminar
  16. Aproveito para deixar um convite para visitar o Forum ViciAudio e inscrever-se por lá. Para trocar ideias coo temos feito aqui, é o espaço mais indicado :)

    http://viciaudio.forumotion.com/

    Boas músicas :)
    Sérgio

    ResponderEliminar