segunda-feira, 29 de março de 2010

Audioshow 2010 - Notas soltas... Cenestesia com Wilson e Audio Research


Vista geral do espaço da Cenestesia que deixou alguns visitantes algo surpreendidos...


Gira-discos Michell Gyrodec, LP da Tacet (Speakers Corner)... Reference CD8 da Audio Research...


Pormenor das Wilson Sophia 2, nua como veio ao mundo, talvez não tenha sido a melhor opção.


Rui Veloso a dominar os Audio Research... ali à direita um pré LS26...


"Armada" Audio Research, dois belos Reference 210, cabos Nordost e uma das "caixinhas" Quantum...


Ambiente original, simpatia, sistema High End, mas que não superou a prova "outdoor".

Optando por uma tenda instalada no exterior do Hotel, a Cenestesia conseguiu surpreender com uma abordagem sem dúvida diferente, mais descontraída e original. Tecnicamente tem um lado bom e outro mau. O lado bom é não ter o efeito acústico da sala, e os seus modos que podem ser destruidores se não forem bem contornados ou aproveitados. O lado mau é não ter o efeito acústico da sala. Parece a mesma frase, mas não é... Porque este tipo de sistemas "audiófilos" serão tipicamente usados em salas "normais" e não em espaços abertos ou tendas, e porque sem a contribuição acústica de um espaço desse género o som pode tornar-se demasiado estéril e pode haver alguma dificuldade em recriar um palco sonoro credível.

Na verdade foi um pouco isso que aconteceu, e das duas ocasiões em que lá estive, primeiro achei que as colunas "destapadas" não contribuíram para a estética geral do espaço, e fazê-lo pelo preciosismo técnico em nome do melhor som não se enquadrava num cenário acústico deste género em que outros males maiores se impuseram, e depois achei sempre que o som estava demasiado frio, causando mesmo algum incómodo auditivo com alguns CD's mais comprimidos que estiveram a tocar, ao mesmo tempo que não ouvi grandes qualidades a destacar, excepto um carácter limpo, seco e bem forte dos graves, bons transientes, mas isso não salvou a performance global que, a meu ver, não resistiu aos dilemas colocados pela prestação audio "outdoor".

Valeu a originalidade, e a simpatia dos anfitriões, algumas qualidades das Wilson que vieram ao de cima, o espectáculo visual dos Audio Research (de que normalmente gosto muito), e uma selecção musical por vezes bastante desinibida, mas acho que o sistema teria tido um destaque muito mais positivo se estivesse numa das salas, de preferência uma das maiores, do Hotel. Ainda não foi desta que me deixei levar pelas meninas da Wilson... Sasha... Sophia... Alexandria...



www.VinylGourmet.com - Discos de Vinil / Edições Audiófilas

Sem comentários:

Enviar um comentário